USB Disk Storage Format Tool 5.0

▼ Baixar Agora

data de atualizaçãoAtualizado em 14 de fevereiro de 2015
Tamanho do arquivo547 KB
LicençaGratuito
PlataformaWindows, Windows 7, Windows 8, Windows Vista, Windows XP
Contador de downloads1,193 downloads
 
Uma diferente maneira de formatar seus pendrives que conta com opções de correção de partições

Utilizar pendrives para transportar arquivos é uma maneira muito eficiente de ter os arquivos sempre a disposição, como no caso de estudantes, que precisam sempre carregar diversos documentos e trabalhos de casa para a sala de aula. Por conta disso, uma diversa quantidade de arquivos são colocados e transferidos, e realizar formatações do dispositivo para deixá-lo sempre em bom estado é uma ótima maneira de manutenção do pendrive.

O método padrão do Windows é muito eficiente, mas ele tem uma pequena variedade de configurações e opções para o usuário, que opta por utilizar programas externos como o USB Disk Storage Format Tool. Com ele é possível utilizar além das opções comuns de formatação como escolher o nome e sistema utilizado (NTFS, FAT, FAT32 e EXFAT), você pode tomar ações para correção, escaneamento e procura de “sujeiras”.

Log de ações

Na parte inferior do programa tem uma área separada com informações específicas de todos os dispositivos e ações tomadas pelo programa, tornando o controle das ações mais práticos. Além disso, ele informa dados mais técnicos sobre os dispositivos reconhecidos como: Número do modelo, serial, tamanho, tipo, etc.

Como utilizar

Após baixá-lo e realizar sua devida instalação, execute-o. Se já tiver um pendrive conectado ao computador ele irá reconhecê-lo automaticamente, caso não tenha conecte um. Agora você pode realizar 2 tipos de tarefas, checagem e formatação:

Checagem

Para iniciar uma checagem do dispositivo, basta selecionar no mínimo uma das opções ao lado do botão “Check Drive”, sendo elas:

  • Scan drive – Opção utilizada para encontrar possíveis erros, desde transição de arquivos e possíveis vírus, a até erros de leitura;
  • Correct errors – Corrige todos os erros encontrados no escaneamento (Scan Drive);
  • Check for dirty – Procura arquivos quebrados e inúteis para removê-los na opção “Correct errors”.

É recomendado realizar essa checagem antes de formatar pois existem alguns erros que não podem ser corrigidos só com a formatação.

Formatação

Primeiro é necessário escolher o sistema que será utilizado, que pode ser NTFS, FAT, FAT32 ou EXFAT. Para entender melhor, a seguir terá uma breve explicação de cada um:

  • NTFS – Sistema exclusivo para Windows, capaz de criar partições maiores que 32GB, maior nível de compactação e possui um sistema para em casos de emergência (como desligamentos automáticos), arquivos do dispositivo volte para uma versão anterior a do problema;
  • FAT – Pode ser utilizado em qualquer sistema operacional, ele ocupa menos espaço no dispositivo, é muito mais veloz e também gasta menos memória se comparado ao NTFS;
  • FAT32 – O mesmo que o FAT, a não ser por utilizar o endereçamento de dados em 32 bits;
  • ExFAT – É um FAT que utiliza endereçamento de dados em 64 bits, mas com o diferencial de ter uma menor fragmentação dos arquivos e permite a leitura e modificação de arquivos maiores que 4 GB.

Após selecionar o sistema que melhor se encaixa nas suas necessidades dê um nome pro dispositivo em “Volume Label”, para que ele não fique com o nome de fábrica. Agora selecione um método de formatação, marcando “Quick format” para uma formatação mais rápida, “Verbose” para uma mais complexa e sem marcações para uma formatação padrão, em seguida clique em “Format Disk” e espere que a formatação seja concluída.